Tomate "confite"


Confit, (adj.), feito em doce; curtido; de conserva; cheio; penetrado; cristalizado; conservado em açúcar.

"Tomate confite" é uma daquelas expressões que não sei como é que fica bem traduzida para português por isso resolvi usar a versão francesa. Eu gosto muito e uso sobretudo nesta receita de tarte mas dá trabalho e demora a fazer. Hoje é dia de bi-horário, o tempo está cinzento e como usei o forno para fazer algumas coisas resolvi pegar nos tomates todos que tinha no frigorífico e fazer tomate de conserva.

Ingredientes:
- tomates;
- azeite;
- açúcar ou frutose;
- oregãos ou mangericão;
- sal e pimenta.

Aquecer o forno a 150°C. Pelar (ou não os tomates) e retirar as sementes. Cortar em quartos ou sextos e secar com um pano próprio para este efeito ou com um papel absorvente. Dispor sobre um tabuleiro untado com azeite, polvilhar com açúcar, regar com um fio de azeite e temperar com as ervas, o sal e a pimenta. Colocar no forno e manter a temperatura a 150°C, após uma hora aumentar a temperatura para 180°C. Deixar cozinhar de uma hora e meia a duas horas e meia conforme o desejado. Conservar os tomates num frasco mergulhados em azeite. O limite de conservação é reduzido, consumir rapidamente.