Ovos



Há muita vida no meu jardim, muita. Há a vida que eu vejo todos os dias a "olho nú": muitas aves de espécies diferentes, aves que lutam e se batem, gatos que caçam, ratos do campo e vestígios de toupeiras, ninhos de formigas, teias de aranha, formigas e as vacas do vizinho. De tempos em tempos vejo animais selvagens, sobretudo raposas. E também há a vida que não costumo ver porque é pequena e porque se esconde.

Este Domingo vi ovos, um ovo gigante de aranha com uma mãe dedicada que o carrega para todo o lado para proteger as crias que de lá vão sair (e são muitas crias, muitas mini-aranhas-bebé) e uma casca de ovo de uma ave que não sei dizer qual é. A casca estava no meio da relva, não sei se o pássaro nasceu aqui perto ou se um dos pais veio deixar os restos do ovo aqui para iludir o inimigo.