Respostas ao desafio by-Deva



Quais os teus hobbies preferidos?
O meu hobby preferido de todos os tempos e de sempre é aquele velho cliché que até se mete no CV porque fica bem: ler. Adoro ler, adoro livros, compro-os compulsivamente embora ande a tentar controlar isto porque exagero. Tenho livros para tudo e sobre tudo, para além dos livros normais de leitura e as bandas desenhadas. Também gosto muito de ouvir música mas não considero isto um hobby porque acaba por nunca ser uma actividade individual excepto em concertos, ouço música enquanto faço outra coisa qualquer. Há ainda um outro hobby que é estofar cadeiras e sofás, é o meu hobby mais recente (e sobre o qual tenho poucos livros).

Outros hobbies que tive até agora - costura e fazer sabões - transformei-os em actividades profissionais pelo que deixaram de ser hobbies.

O que te levou a criar um blogue?
A vontade de partilhar uma parte dos meus hobbies, a parte mais pragmática destes, fazer produtos de limpeza ecológicos, os próprios cosméticos e partilhar alguns conhecimentos práticos e úteis sobre costura.

Se tivesses que juntar duas bloggers nacionais para um jantar temático quais seriam as tuas convidadas?
Não sei, esta para mim é uma daquelas questões que respondo no dia em que tiver tal decisão (algo de muito pouco provável), de resto é um assunto no qual não penso.

Quais os teus blogues preferidos nacionais? E internacionais?
Eu não tenho por hábito ler/ver blogues e é verdade. Estes são alguns dos que visito (não frequentemente mas fielmente):

Que opinião tens em relação aos workshops de costura?
Não tenho uma opinião porque desconheço por completo o que são.

Como surgiu o teu trabalho na área do artesanato?
Por mero acaso e em parte graças à Rita da Matilde Beldroega que me iniciou, "viciou" e me apoiou imenso no início. Comecei por fazer bonecas com meias (que podem ser vistas na foto), depois aprendi a fazer patchwork pelo qual depressa me desinteressei por várias razões. Nesta altura tinha uma loja de Depois passei para a costura a sério, costura de roupa e costura de decoração. E resolvi dedicar-me a fundo à costura de decoração.

O nome do teu projeto deve-se a…?
Entre todos os meus projectos, semi-projectos, etc., os nomes devem-se a várias coisas. O último a ser criado ou a agregação de tudo nem sequer tem um nome criado, é o meu nome. Escolhi-o ou limitei-me a ele porque tenho tantos projectos em curso ou abandonados que o mais simples é usar o meu nome que não muda. Mas posso explicar os outros:
The Idle Housewife: teve origem no título dum livro - The Idle Parent - e porque não gosto nada das tarefas caseiras e faço um esforço máximo para fazer o mínimo. Também não gosto de fazer coisas à mão, tipo rematar costuras, tricotar, coser botões, etc.
Le Chat Parti®: é a minha marca registada, é o nome da loja de brinquedos que tive antes de me dedicar à costura.
Ouistiti: é o nome da marca de roupa para criança que não pode (legalmente) ter o nome Le Chat Parti®.
Dessine-moi un doudou: título/nome dos bonecos que faço e que estão legalmente protegidos pela marca Le Chat Parti®
Couturiere.be: o meu site de costura que criei quando iniciei a actividade e que vou guardar porque adoro o nome de domínio. Vai ser utilizado para o projecto em curso que utiliza matérias-primas produzidas localmente e para o qual recebi uma bolsa.

De onde vem a inspiração para os teus trabalhos?
De todo o lado, dos meus filhos e das coisas que eles fazem, da natureza, do outro lado da janela, de onde calha e de onde menos espero.

Muitas pessoas dizem que é difícil senão impossível viver só do artesanato em termos monetários. O que pensas em relação a este assunto?
Eu faço parte do grupo que pensa ser difícil ou mesmo impossível sobreviver só do artesanato. Eu acredito que seja possível viver do artesanato quando se trata de artesanato "industrial" ou "semi-industrial", ou seja, quando se inicia um projecto sólido e original com possibilidade de desenvolvimento, uma PME de produção artesanal. E embora eu neste momento não acredite muito que viver do artesanato seja possível, espero estar a fazê-lo dentro de 3 a 5 anos.

Se tivesses que levar um único livro numa viagem longa, que livro seria?
Se fosse fazer uma viagem longa e sem crianças provavelmente optaria por um Kindle bem carregado de vários livros.

Se essa viagem longa fosse de livre escolha, qual seria o destino?
Um país qualquer desde que calmo em África ou na Ásia.

Qual seria para ti o melhor desafio?
Eu não sou muito dada a desafios. Este é o primeiro a que respondo e depois de ver a quantidade de centímetros de texto sei que vai ser o último.

Qual a tua cor de eleição?
Preto, amarelo no fim do Inverno e todas as outras cores.

O melhor filme?
Há tantos, nem se a questão fosse os melhores 10 eu conseguiria responder.

Personalidade? Objecto preferido?
Outras duas questões para as quais não tenho resposta.

O porquê deste texto todo?
Se tiveram paciência para ler até aqui: obrigada e parabéns! A Deva criou um desafio, daquelas coisas típicas às quais eu nunca respondo. Mas como foi a Márcia que o lançou eu decidi responder porque para além de ser uma rapariga simpática é uma das melhores fontes de tráfego para o meu blog. E porque a certas questões eu queria mesmo responder porque é importante para mim ter uma resposta para as mesmas.