Bordar


Hoje encontrei um dos meus primeiros e últimos bordados enquanto procurava material para um exercício. Encontrei fio para bordar em muitas cores e tons graças a um quadro gigante em ponto cruz qu comecei a fazer algures em 2006. Nessa altura aprendi a fazer ponto cruz via messenger e muito bem ensinada por uma amiga. Fiz um primeiro "quadro" pequeno e fácil e resolvi passar de imediato para um enorme que comecei, fiz uns 50 pontos e abandonei por completo. Ao mesmo tempo, estava a aprender a  usar bordar num tecido mais aberto e é este bordado o único sobrevivente da minha incursão pelo mundo do ponto cruz. Vou utilizá-lo para fazer uma almofadas de agulhas para bordar que vou precisar para fazer o exercício que tenho em preparação.

Foi nesta altura que descobrir que bordar, tricotar e fazer coisas à mão que demorem algum tempo não são actividades com as quais me identifique o que é uma pena porque costumo gostar do resultado.