Como fazer um menu semanal sem arrancar os cabelos

Estou sempre a falar do meu menu semanal. Que é tão jeitoso. Que mudou a minha vida laboral. É só vantagens. Ainda não expliquei como é que o faço.

Antes das explicações, deixo-vos aqui uma prenda. Sim! Um .pdf para fazerem os vossos menus semanais. É só clickar na imagem e guardar o documento. É o meu primeiro planner! Espero que gostem. Espero que vos seja útil.



Então e como é que eu trato disto?

Tenho montes alguns livros de receitas. São livros com receitas boas, que adoro comer. Mas o mais importante é: são receitas rápidas! Rápidas, boas, relativamente equilibradas. E quando não são equilibradas podemos adaptar.

A lista de livros que mais uso (sim, é tudo do mesmo senhor):

Às vezes também uso:

  • livro com receitas de sopas

  • livros de receitas low carb (montes de receitas de legumes)

Nada demora mais do que 30 minutos. As receitas são todas em inglês, ou seja, na versão original (os erros nas traduções dão cabo de mim). Os livros são mais baratos. Mando-os vir com portes de envio gratuitos. As receitas são todas escritas/organizadas da mesma forma porque o autor é o mesmo. As sopas e o low carb uso muito menos mas também são receitas fáceis e rápidas.

Claro que não estou a dizer que estes livros é que são bons. Estou habituada e funciona bem comigo. As melhores receitas são aquelas a que estamos habituadas (embora seja importante variar).

Ao sábado à tarde, logo a seguir ao almoço enquanto bebo chá, saco dum papel e meto os livros e o tablet em cima da mesa da cozinha. Decido que receitas vou fazer quando. Escrevo o nome da receita, a página e o livro (30', 20', 15') no almoço ou no jantar. Os pequenos-almoços e lanches costumam ser semi-ignorados, se bem que às vezes lembro-me de meter receitas de sumos de legumes e afins.

Enquanto faço o menu olho para a lista de ingredientes da receita. O que não tenho vai para a lista de compras (num papelinho qualquer). Assim evito comprar ingredientes que já tenho e despediçar € desnecessariamente (prometo falar no budgeting um destes dias). Prendo o menu à parede (ou ao frigorífico ou onde der jeito) com fita-cola. Assim está sempre visível.

Quanto tenho a lista pronta pego nos sacos das compras e vou às compras. Como faço sempre a lista de compras a partir das receitas, tendo a esquecer-me de coisas como papel higiénico, pasta de dentes e outros produtos não-alimentares. Nos dias que correm passo na casa de banho e no cesto dos produtos de limpeza antes de sair de casa.

Vou às compras. Cada produto que vai para dentro do carrinho é riscado da lista (senão posso esquecer-me de algo que não vi). Volto para casa. Arrumo tudo. Durante a semana é só olhar para o menu e fazer a receita. Consulto-o de manhã e à noite para verificar de preciso de descongelar alguma coisa.

Desde que faço isto que comemos melhor. Tenho mais tempo livre. Gasto menos dinheiro. Experimentem. E depois venham cá contar como corre a experiência!